São Bonitos

1973

UT Libraries 2008

Visão – vol. 42

Design

  • p. 79

Os cartões postais costumam ser sinônimos de mau gosto. Jamais conseguiram sair das tradicionais fotografias (geralmente coloridas) de recantos pitorescos e bonitos, porém estáticos e, por isso mesmo, sem nenhuma atmosfera ambiental.

Os “cartemas” de Aloisio Magalhães (em exposição no Museu de Arte Moderna de São Paulo até o dia 4 de abril) vem agora quebrar essa rigidez postal. Com um único elemento (o cartão postal, por exemplo) considerado como célula — porque “a célula tem em si o seu germe de vida”, como diz Antônio Houaiss — repetido e combinado, surge um elemento novo, um universo, capaz de traduzir um ambiente. Assim, ao lado do aspecto visual, o “cartema” consegue preservar o humano. Ou, como diz ainda Houaiss: “Esse universo — produto de puro jogo mecânico abstrato — é concreto, entretanto. E sobretudo humano”.

Anúncios