XXX La Biennale di Venezia

Almeida, Paulo Mendes de, 1905-1986.

XXX Biennale Internazionale d”Art 30b, Veneza, 1960.

fonte: M Library 2009 e UCLA Library 2010

Aloisio Magalhães participa da Bienal de Veneza

Catálogo da representação brasileira na Bienal:

 

Il Brasile alla XXX Bienale di Venezia 1960

  • p. 185

Aloisio Magalhães

Recife 5-XI-1927, ris. a Rio de Janeiro

14 Omaggio a Vila Lobos I (1960).

15 Omaggio a Vila Lobos II (1960).

16 Trópico verde

SALA XLVII: Brasile.

Sobre Aloisio Magalhães: Talvez, somente ele, a rigor, nos leve a pensar num ‘colorido tropical’, esse colorido que, embora não existindo, a nosso ver, nos trópicos, já se alçou à categoria de verdade, não em si, mas por convenção, por consenso tácito”. Vejam que não se trata somente da pintura de Aloisio – aqui simplesmente desmentida e jogada no mangue do convencional -, mas servindo ela de pretexto para revelar suposta verdade maior, qual seja a da mentira do colorido tropical, com ou sem aspas, que não existe outro, não nos quadros, mas nos próprios trópicos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s