ESDI: biografia de uma ideia

Pedro Luiz Pereira de Souza

1996

  • p.6

Aloisio Magalhães (1927 -1982). Brasil. Programador visual. Um dos fundadores da ESDI. Principais projetos: símbolo para o IV Centenário da Cidade do Rio de Janeiro, programação visual para a Petrobrás, novo padrão monetário para o Brasil.

“Não se objetiva de modo algum tentar o transplante no Brasil de uma ordem determinada de organização educativa pensada no exterior, mas de construir um centro de preparação cultural que se proponha a resolver os problemas brasileiros de criação artística, sem no entanto, perder de vista as fecundas experiências realizadas fora por outras organizações mundiais de pesquisa”

  • p. 178

Isso demonstrava uma visão política preliminar do design. Mas, o documento era excessivamente didático na análise das relações do design com a indústria e, surpreendentemente pouco profundo na análise de relações do design com o investimento social. Pela experiência e conhecimento dos economistas, esperava-se uma colaboração maior na tentativa de revolucionar o design e não a sociedade, através de um simples atestado de inutilidade circunstancial. Mas a convivência da ESDI com economistas nunca escapou de equívocos gerados pelo fato destes considerarem o design como algo semelhante à atividade de um inventor. Sempre houve de sua parte, um particular interesse em demonstrar didaticamente aos designers, a inviabilidade de sua profissão se desenvolver em um mercado capitalista incipiente como o brasileiro. Apocalípticos, jamais admitiram a hipótese de que esse capitalismo se transformasse, como ocorreu em pouco tempo, em bem equipada estrutura industrial, ainda que de forma perversa. As alternativas que apresentavam oscilavam entre as dificuldades encontradas pela supostamente necessária postura de inventor ou a necessidade de se enfatizar tecnologias e materias locais. Ainda não se colocavam questões mais claras como as opções entre o
fortalecimento de um mercado interno …

A proposta de se concentrar esforços em tecnologias e materiais locais gerou um longo e sinuoso caminho, melhor definido um pouco mais tarde por Aloisio Magalhães, com suas teses sobre uma ‘prototecnologia’. Posteriormente se desenvolveram más interpretações dos conceitos de tecnologia alternativa e tecnologia apropriada, que não se deveram nem aos economistas e menos ainda a Aloisio. Resultaram da pouca profundidade e do
sentido generalizante com que foram introduzidas na ESDI.

Anúncios