ABC de Aloisio Magalhães

Tavares, Bráulio, 1950.

ABC de Ariano Suassuna. Rio de Janeiro: José Olympio, 2007.

fonte: UT Libraries 2008.

Um ABC é um poema típico da literatura de cordel nordestina, composto de estrofes que se iniciam sucessivamente pelas letras do alfabeto, de A a Z. Em geral celebram feitos extraordinários ou fazem homenagem a personagens relevantes.

O ABC é um tipo de poesia mnemônica, ou seja, feita para facilitar a memorização.

Johnson, Vanessa, 1971.

Com deferência a Aloisio Magalhães o alfabeto se embaralhou para obedecer a ordem cronológica das letras em sua vida. Pretende-se mostrar a sequência dos acontecimentos que marcaram a construção de seu conhecimento e o êxito de sua trajetória.

A – Arte, Ateliê

Works on paper

1945 – desenho (grafite, bico de pena, guache e nanquim). Aracy Amaral encontra influências na deformação portinaresca (1903-1962) da figura.

ilustração

litografia

aquarela

1946 – ouvinte nas aulas de Álvaro Amorim na Escola de Belas Artes da Universidade Federal de Pernambuco.

1949 – Ateliê da Rua Aurora Recife divide com Reynaldo Fonseca, 1951 frequenta o Atelier 17 em Paris de Stanley William Hayter, 1952 Coletivo, 415

pintura característica pelo trópico úmido consoante Gilberto Freyre (1900-1987) e pela horizontalidade, segundo Antonio Villaça (1928-2005), fundamente nordestina.

U

T

M

E

G

V

F

B

D

H

P

C

L

 

Aloisio Sérgio de Magalhães

Locais de Vida:

Veneza Brasileira 5/11/1927

Guanabara 1960

Brasília 1976