Uma bolação genial

Janeiro 1972

Manchete

Os cartemas de Aloisio Magalhães

Está aberta no Museu de Arte Moderna do Rio a primeira exposição importante deste ano: Aloisio Magalhães e seus Cartemas. Aloisio é o mais conhecido designer de comunicação visual do Brasil. Cartemas foi o nome dado pelo crítico e escritor Antônio Houaiss para a nova bolação de Aloisio, um título também muito bem bolado. Cartemas é a fusão das palavras “cartão” (postal) e mensagem, exatamente o que está exposto no MAM. Aloisio criou uma nova mensagem visual, colando, lado a lado, seis cartões postais coloridos. O resultado é um painel abstrato, extremamente movimentado e rico de composição, de cheios e vazios, de sugestões gráficas que arrastam o olho do espectador. Os cartões, de vistas mais do que manjadas (por-do-sol em Brasília, praia de Copacabana, desfile de escola de samba etc), não são cortados, são usados na íntegra. O cartão como unidade, ao juntar-se a outros iguais converte-se em múltiplos que dão ao conjunto a ideia de uma pintura abstrata. De tal maneira os ritmos dominam a composição e impõem formas ao espectador que este, só ao olhar de perto, poderá verificar qual o assunto de cada cartão. O truque consiste em encontrar, nos quatro lados do cartão, o ponto de pega, ou seja, o ponto do cartão que pode pegar no ponto do cartão ao lado. Aloisio explica:

“Ponto de pega é o ponto que permite dar continuação rítmica nos quatro lados de um cartão, de maneira que os movimentos e formas passem para os quatro cartões que estão ao seu lado.”

O processo, complicado em sua execução, é de compreensão muito simples, combina a arte com o design; mas para compreendê-lo é preciso ver os Cartemas. Basta ir ao museu em qualquer dia de janeiro.

Anúncios